OpenNIC

OpenNIC

DNS virou o assunto da semana depois que o Google resolveu transferir todas as solicitações do Brasil para os EUA (conforme relatado pelo BR-Linux). O DNS anycast do Google é uma boa sacada, resolve sempre no servidor com menor roteamento de destino.

Mas tem uma questão importante: é do Google. Com toda essa discussão de privacidade e PRISM, se fizermos uma análise, estamos fornecendo muita informação para os serviços na nuvem, seja e-mail, documentos, redes sociais e até as páginas que navegamos. Ao usar DNS do Google , quem garante que nosso comportamento e  informações não estão sendo rastreadas? É uma questão a ser considerada.

Usar DNS de provedor nem sempre é uma boa alternativa. É comum o DNS do provedor apresentar falha ou delay muito grande na atualização de informações de domínios. Quem trabalha com registro de domínios/apontamentos sabe o quanto isso é ruim. Sem contar que muitos provedores redirecionam requisições de DNS não encontradas para páginas personalizadas de busca, o que é uma forma de manipular e rastrear nossa navegação, isso é conhecido como DNS Hijacking.

OpenNIC

Tenho acompanhado o trabalho do Projeto OpenNIC há um bom tempo. A proposta é oferecer uma alternativa ética, democrática e saudável para serviço de resolução de nomes. O projeto garante:

  • Total neutralidade no serviço de resolução de nomes (DNS);
  • Grátis;
  • Liberdade de intervenção de governo;
  • Proteção de privacidade;
  • Sem DNS Hijacking;
  • Oferece alguns domínios top level, como .free, .geek, .oss entre outros.

Para usar o serviço, basta selecionar os servidores mais próximos de você na seguinte página:

http://www.opennicproject.org/nearest-servers/

O serviço também informa quais são todos os servidores de DNS que fazem parte do projeto OpenNIC.

Eu estou usando o OpenNIC há um bom tempo, nunca notei nenhum tipo de problema na resolução de nomes e a latência aos servidores é realmente bem baixa. Portanto, é uma alternativa viável para quem busca um DNS neutro em todos os aspectos.

PS.: Tempos atrás eu publiquei um artigo sobre o OpenDNS. Apesar de ter Open no nome, o serviço é mantido por uma empresa privada. Recentemente eu li suas condições de uso e não ficou claro o quanto esse serviço respeita a liberdade e privacidade de seus usuários, portanto é Open apenas no nome, mas não em suas ações.

PS2.: Após a publicação do post, o @_rubensk indicou um DNS nacional e independente, o http://gigadns.com.br/