Como desenvolvedor e empreendedor, procuro usar meu tempo da melhor forma possível. O uso consciente de tempo significa mais tarefas sendo realizadas, reduz o stress e torna a rotina muito mais agradável. Gosto de ler e testar técnicas de produtividade, sou adepto da metodologia GTD — A Arte de Fazer Acontecer em português — e tenho feito constantes adaptações na minha maneira de trabalhar para diagnosticar se o tempo está sendo usado de maneira eficiente. Assim como em técnicas de Educação Financeira, é necessário fazer diagnósticos, tomar ações para evitar gastar tempo excessivamente (procrastinar) e seguir utilizando o tempo em seu próprio benefício. Entendo que: aproveitar bem cada segundo de trabalho vai tornar seu dia mais divertido, você vai fazer mais entregas e consequentemente lucrar mais, além de conseguir um tempo livre para família, hobbies, diversão, festas e poder curtir aquela cerveja com os amigos sem estar preocupado com o projeto que precisa entregar no dia seguinte.

Quem trabalha com desenvolvimento passa maior parte do tempo na frente do computador. O mundo online é um convite para o desvio de atenção. É Twitter, Google Reader, pessoas chamando no GTalk, telefone tocando, celular, SMS, e-mails chegando… Se você está programando e toda hora interrompe seu raciocínio para ler um novo tweet, responder uma mensagem no GTalk, atender o celular, vai ter perda de tempo. Nem sempre conseguimos voltar a programar no mesmo ponto onde paramos sem reler as linhas anteriores e lembrar o que estava sendo feito. No meu caso, cada momento que sou interrompido, demoro cerca de 2 minutos para lembrar o que estava fazendo e continuar do mesmo ponto onde parei com a mesma eficiência antes da interrupção.

O Anderson Santos deixou um comentário no meu último post “Gerenciando Melhor o Tempo“, indicando a Técnica Pomodoro, a qual me despertou um grande interesse e pode ser um aliado para quem está com dificuldades para manter o foco ou quer testar outra maneira de gerenciar o tempo de forma simples e sem muitas regras. A técnica consiste em:

  • Escolher uma tarefa que precisa ser concluída;
  • Trabalhar intensamente nessa tarefa por 25 minutos (use um timer, cronômetro ou veja abaixo uma dica de plugin para o Chrome);
  • Passado os 25 minutos, faça uma pausa de 5 minutos (dê um alô aos seus amigos no Twitter, responda GTalk, dê uma espiadinha nos e-mails, pegue um café, vá ao banheiro, etc);
  • Depois dos 5 minutos de pausa, volte à tarefa e trabalhe por mais 25 minutos, sem nenhuma interrupção.
  • Repita esse procedimento de 25 minutos na tarefa, 5 minutos de pausa por 4 vezes. Então tire uma pausa maior.

Esse período de 25 minutos se chama pomodoro, em homenagem aqueles cronômetros de cozinha, geralmente de 25 minutos que tem a forma de um tomate.

A técnica é bastante simples, sugere que você anote em uma folha (ou planilha) quantos pomodoros estão sendo usados em cada tarefa. No site, é possível fazer o download do PDF explicando toda a técnica Pomodoro na íntegra, além de modelos de planilhas para apontamentos e inventário. O PDF tem 45 páginas e explica toda técnica que foi criada nos anos 90 por um estudante italiano que tinha dificuldades em se concentrar nos estudos.

Pomodoro no Chrome

Você pode gerenciar seus pomodoros de várias formas, desde adquirindo um timer pomodoro ou usando um cronômetro. Mas é possível instalar um plugin no Chrome que auxilia no gerenciamento de seu tempo pelo próprio navegador, adicionando o seguinte ícone na barra superior:

Com isso, em apenas um clique, começa a contagem dos 25 minutos. Quando o tempo se esgota, o plugin exibe um alerta solicitando que você tire uma pausa de 5 minutos até o próximo pomodoro, assim por diante. Existem várias ferramentas e várias formas de contar os pomodoros, essa do Chrome eu achei bem interessante e prática, já que o navegador é um dos poucos aplicativos que deixo aberto durante todo meu dia de trabalho. Você pode fazer o download gratuitamente na página do ChromoDoro.