Todo grande lançamento gera uma grande expectativa. Lembro muito bem quando as pessoas brigavam por um convite para o GMail — eu inclusive, briguei por um — logo que o serviço foi lançado. Este tipo de marketing parece funcionar muito bem, cria nas pessoas uma grande curiosidade e necessidade de fazer parte de tal acontecimento, que no início parece estar restrito apenas a um número pequeno de pessoas. Não sei se é estratégia de marketing ou estratégica tecnológica de ir lançando aos poucos para analisar como o serviço se comporta, se está atendendo bem à demanda, se tem algum bug, etc.

Como participei do evento Google Developer Day 2009, tive o privilégio de ser convidado para testar a versão sandbox do Wave, onde o relato do serviço pode ser acompanhado no post Google Wave – Primeiras Impressões. Na última semana de setembro, o Google começou a habilitar contas para a versão final preview do Wave, destinada a usuários finais, já que a sandbox é uma versão mais adequada ao desenvolvimento, onde é possível criar, testar e publicar aplicativos (ou widgets) para funcionar com o Wave. Como usuário do sandbox, notei que tinha um “wave” (abaixo) dentro do sandbox me convidado para habilitar a versão final preview.

wave

wave

Habilitei a conta final como sugerida no Wave acima e consegui o acesso à versão preview, utilizando meu e-mail @gmail.com. Ao criar a conta, automaticamente o sistema sugere um outro endereço de e-mail (@googlewave.com), que será usado como seu identificador Wave, embora a autenticação seja feita com a conta do GMail (isso está meio confuso, mas acredito ser uma questão de costume).

A conta preview oferece também a possibilidade de convidar outras 8 pessoas para o Wave, já que utilizar a ferramenta sozinho não faz o menor sentido. Enviei os convites pra 8 felizardos, porém até o momento (mais de 48 horas depois do primeiro envio) ninguém recebeu os convites. Segundo mensagem no próprio Wave, os convites não são enviados imediatamente. Fazem até uma piadinha dizendo que eles precisam “lamber muito selos” para enviar os convites 🙂

Por sorte encontrei alguns amigos que também participaram do evento e tinham conta sandbox. Estes amigos já entraram e fizemos alguns testes na versão preview, que parece mais estável e rápida que a sandbox. Pelo menos até o momento não encontrei nenhum grande problema na preview, enquanto que na sandbox, vários ‘bugzinhos’ apareciam a todo instante.

A ideia é muito interessante, acredito que será igual o Twitter no começo, ninguém entendia seu objetivo, mas depois virou uma grande febre. O Wave parece simplificar bastante a comunicação, permitindo uma interação maior e muita praticidade. Espero que logo o serviço esteja disponível para todos e que acabe a necessidade de convites.

Atenção: Não tenho mais convites para o Wave. Se por acaso o Google liberar mais convites, farei o sorteio via Twitter, como fiz nesta primeira etapa (siga o usuário @dump ).