Estou em carreira solo a pouco mais de 3 anos, isso significa que deixei o conforto e as vantagens de emprego fixo, carteira assinada, férias, décimo terceiro salário para trabalhar em meu próprio negócio. Deixar o emprego e montar uma empresa do zero, correr atrás de clientes e manter o próprio sustento e qualidade de vida é uma decisão que precisa ser muito bem planejada, além de exigir muita disciplina.

É essa disciplina (ou a falta dela) que faz as pessoas desistirem do próprio negócio e voltar a trabalhar com carteira assinada. Precisamos levar em consideração os períodos de altas e baixas, que são muito comuns. Em determinada época, os projetos estão a mil por hora e o faturamento também aumenta, mas em outras épocas, cai a demanda por serviços e o faturamento fica apertado, difícil de ser gerenciado (isso é matéria para outro post).

Uma coisa que aprendi é utilizar bem o tempo a seu favor e jamais ficar refém do mesmo. Com isso podemos planejar melhor as atividades profissionais, lazer e evitar se afogar em trabalho nos finais de semana ou durante períodos que seriam reservados à família e ao descanso. O começo do voo solo é sempre difícil, a rotina de escritório nos obriga a ter uma certa disciplina, pois sabemos que estamos sendo avaliados por colegas, superiores e clientes. Ao trabalhar em casa (home office), você precisa se avaliar e ser auto-crítico, senão é um convite ao desperdício de tempo, à procrastinar e deixar as coisas para depois.

Você sabe como seu tempo é utilizado durante um dia de trabalho? Como saber se está procrastinando?

Hoje eu consigo me planejar bem e dedicar um tempo diário para atividades fora do trabalho, hobbies, família, cinema, leitura e até mesmo, ficar sem fazer nada. Mas não foi fácil adquirir essa disciplina, no começo do meu voo solo, eu estava sempre enrolado e sempre patinando com as mesmas tarefas, que nunca eram concluídas. Era um forte sinal de má administração de tempo.

O primeiro passo é fazer um diagnóstico de seu tempo diário, anotar as atividades, o tempo que levou para realizar determinada tarefa, os desvios (telefone, reuniões de última hora, emergências) e com isso analisar o que pode ser melhorado. No começo eu anotava tudo em uma planilha, mas começou a ficar pouco produtivo, principalmente quando a planilha ficou grande demais. Depois procurei por alguma ferramenta que me auxiliasse nesse processo, encontrei o Hamster para Gnome, como mostra a imagem abaixo:

Exemplo do aplicativo Hamster

Exemplo do aplicativo Hamster

O aplicativo é ótimo, indica que até esse momento do texto, demorei 35 minutos neste post. O aplicativo pode monitorar o tempo gasto com suas atividades, gerar relatórios e permitir que adicione categorias, tags e outras informações para separar bem o uso de seu tempo. Outro recurso interessante é estar em sintonia com o sistema, se você por acaso se levantar e ficar alguns minutos sem atividade no computador, o Hamster identifica e coloca o cronômetro em pausa.

Esse aplicativo é muito eficiente, mas no meu caso, tenho um sério problema: trabalho em um desktop e notebook. Então fica complicado sincronizar as tarefas em computadores diferentes, então parti para uma solução online.

Nessa pesquisa, encontrei o Toggl, que além de sua interface web (muito simples, clean e fácil de trabalhar), disponibiliza um aplicativo que integra perfeitamente no GNU/Linux (Gnome e KDE), incluindo pacotes para Ubuntu, MacOS, Windows, iPhone e Android. Com esse aplicativo, você pode gerenciar suas tarefas, semelhante ao que faria no Hamster, com a vantagem de gravar os dados em sua conta na web.

Exemplo Toggl no Ubuntu

Exemplo Toggl no Ubuntu

O Toggl oferece uma versão gratuita (que atende muito bem) e uma versão paga, com mensalidades a partir de US$ 5,00 que permite incluir o logotipo de sua empresa, calcular o valor das horas, caso você trabalhe em algum projeto que é cobrado por hora e precisa emitir relatórios em PDF para que você comprove o uso de suas horas e valores para seus clientes.

Eu utilizei por muito tempo o MyIntervals, ótima ferramenta, principalmente para quem trabalha em grupo, mas no meu caso essa ferramenta estava sendo como matar uma formiga com uma marreta. Além de mais cara, eu não precisava nem de 10% de seus recursos, então acabei mudando para o Toggl que está atendendo bem.

E claro, existem muitas outras, inclusive várias ferramentas livres desenvolvidas em PHP que desempenham o papel de gerenciador de projetos e tempo (como PHP Project), mas eu não quero perder tempo tendo que gerenciar a instalação e hospedagem dessas ferramentas, então no meu caso, prefiro ter algo pronto.

Para concluir: gerenciamento de tempo é importante para quem não quer ficar refém de sua própria agenda. Quem sabe gerenciar bem o tempo, vive melhor e aproveita mais a vida. É importante diagnosticar onde o tempo está sendo gasto e definir algumas métricas para determinar se o tempo está sendo usado de forma eficiente ou não.  O uso de ferramentas de ‘time tracking’ pode ajudar a determinar onde seu tempo está sendo gasto e quais projetos demandam mais sua atenção. Isso é um aprendizado constante e ajuda a ter mais qualidade de vida.

Nota: A imagem do cronômetro foi extraída do site http://www.freedigitalphotos.net/, a qual eu mantenho os créditos e faço o link de acordo com a política de uso do site.